Nutrição

Conheça e aproveite os vegetais que estão na época

foto DARIA SHEVTSOVA PEXELS
foto DARIA SHEVTSOVA PEXELS

Consumida crua na salada, refogada ou ingrediente para turbinar sucos nutritivos, a couve é um dos alimentos que estão em plena safra no mês de julho. Considerada um alimento muito saudável, a couve possui vários nutrientes, entre eles cálcio, fósforo, magnésio, potássio e vitaminas A, C e do complexo B. Além disso, ela é uma ótima fonte de fibras, importante para o bom funcionamento intestinal. Uma das formas de preparar a couve é o caldo verde, sopa típica portuguesa, ideal para o inverno. 

Além da couve, a Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, por meio da Coordenadoria de Desenvolvimento dos Agronegócios (Codeagro), lista os principais vegetais disponíveis nesta época, contribuindo para a alimentação mais saudável da população. Saiba mais sobre eles: 

 

Couve flor 

É apreciada por sua textura e versatilidade na cozinha. Em saladas, refogada ou assada, a couve-flor conquista o paladar. Possui nutrientes importantes como vitaminas do complexo B, vitamina C, cálcio e água, que atuam em toda a regulação do organismo e do sistema imunológico. É rica em fibras, que auxiliam no bom funcionamento intestinal, além de ser um alimento funcional, contendo substâncias protetoras contra o câncer, principalmente o de mama. 

Mandioca 

A mandioca é uma excelente fonte de carboidratos, rica em amido, tornando-se assim um alimento altamente energético, que contém razoáveis quantidades de vitaminas do complexo B, cálcio, magnésio e fósforo. É bastante usada como farinha, polvilho e tapioca, além de compor diversas preparações. 

Abóbora 

A abóbora é rica em betacaroteno, um precursor da vitamina A, importante antioxidante que tem como função neutralizar radicais livres, prevenir doenças cardíacas e reforçar o sistema imunológico. Além disso, suas sementes são boas fontes de fibra; proteínas; vitaminas do complexo B; magnésio, que regula as contrações musculares e ômega 3 e 9, ácidos graxos mono insaturados, que ajudam a controlar os níveis de colesterol no sangue e previnem doenças cardiovasculares. 

Cará 

O cará é rico em carboidratos. Esse alimento possui bastante fibras, em especial a pectina, que auxilia na saciedade e no controle do peso corporal. É muito nutritivo e apresenta grandes quantidades de potássio, selênio, iodo, ácido fólico, vitamina C e vitaminas B6 e B12. 

Batata doce 

A batata doce é um carboidrato complexo de baixo índice glicêmico, o que significa que sua absorção é mais lenta, ou seja, não eleva os níveis de glicose no sangue rapidamente, desta forma, fornece energia de forma prolongada ao organismo, o que é bastante vantajoso, principalmente para praticantes de atividade física. Rica em fibras, ela também é fonte de ferro e potássio, além de conter vitaminas E, C e A. 

Inhame 

O inhame é um tubérculo que, além de ser uma excelente fonte de energia, contêm proteínas e é rico em fibras e minerais como fósforo e potássio, destaca-se ainda por apresentar vitaminas do complexo B. Alguns estudos apontam que o inhame é um alimento com diversas propriedades funcionais, podendo agir como antioxidante, anti-inflamatório, regulador hormonal e estimulante do sistema imunológico. 

Mandioquinha 

A mandioquinha é um alimento rico em carboidratos, ou seja, uma ótima fonte de energia. Além disso, é rica em fibras que auxiliam no bom funcionamento intestinal e na saúde do trato digestório. Contém magnésio, cálcio e vitaminas A, C e E, nutrientes aliados no controle e prevenção de diversas doenças. 

Matéria publicada no Guia da 3ª Idade nº 49